sábado, 19 de dezembro de 2009

Filhotes caídos do ninho

Um dos milagres mais bonitos que a primavera nos traz é o nascimento de filhotes, sejam mamíferos, aves, insetos ou qualquer grupo animal que nos indica a continuidade da vida, independente das dificuldades.


Urutau (Nyctibius griseus) com filhote, fotografado em um jardim residencial em Bonito/MS. Foto: Daniel De Granville

Estamos quase entrando no verão, época em que parte dos passarinhos já está deixando seus ninhos, a maioria na hora certa, porém alguns um tanto prematuros e apressadinhos podem cair dos ninhos antes da hora, correndo risco de serem predados por outros animais ou morrer de frio (natural, vida selvagem é assim mesmo).

Mas e aí, devemos ficar olhando o passarinho morrer ou podemos ajudar?

Nós podemos interferir, especialmente nos ambientes já modificados pelo homem, desde que isto não prejudique a ave. Veja as excelentes dicas no Wikiaves sobre como proceder com filhotes encontrados e acompanhe as informações abaixo, fornecidas pelo veterinário César Eduardo Nyari.

1. Se você sabe onde tem um ninho, não o exponha, ou seja, deixe lá escondido, longe de curiosos e sem despertar o interesse de predadores urbanos como gatos ou ratos. Quanto menos você se aproximar, melhor para as aves. Se a temporada reprodutiva for boa, a chance dos pais fazerem novas posturas é grande.

2. Caso o filhote caia do ninho (pode acontecer por causa da chuva, fugindo de predadores, ou tentativa de voo antes da hora), observe por algumas horas à distância. Pode ser que os pais continuem cuidando dele mesmo no chão. Apenas certifique-se que não existe risco (cachorros, gatos, crianças, etc). Não toque no filhote.

3. Se perceber que o filhote foi mesmo abandonado por já estar lá há algum tempo sem receber comida ou sem observar os pais por perto, procure pelo ninho e tente colocá-lo lá novamente, e acompanhe. Provavelmente os pais voltarão a cuidar dele. Se não for possível alcançar o ninho, deixe-o num galho mais alto da árvore, caixa ou mesmo numa gaiola ABERTA perto do ninho.

4. Se isso não acontecer, e só então, você decide se vai deixar a natureza agir ou se vai interferir cuidando desse passarinho. Decidindo cuidar, lembre-se te ter o menor contato possível com a ave para evitar que fique mansa, o que pode significar riscos no futuro.

5. Caso o filhote esteja molhado, seque-o e encoste-o em seu corpo para que fique quentinho (dá pra colocar no bolso em alguns casos...) Coloque-a numa caixa de papelão e mantenha a mesma aquecida, para isso deixe uma lâmpada quente acesa perto da caixa (mas não encostada para não correr o risco de queimar) o suficiente para ficar quentinho. Tem que ficar fora da caixa para a luz não incidir diretamente na ave. O aquecimento pode ser feito também com bolsas térmicas ou garrafas pets com água quente. Deixe uma vasilha com água por perto para evitar o ressecamento excessivo do ar e desidratação do filhote.

6. Forre a caixa com pano, ou jornal picado. No caso de filhotes de pica-pau, a caixa pode estar sempre fechada e ter apenas um buraco por onde passar o alimento. Mantenha a caixa fechada e longe de gatos, cachorros, crianças e demais curiosos...

7. Filhotes mais prematuros devem ser alimentados logo que encontrados com Solução Fisiológica e glicose 2,5% (1 ml de Solução Fisiológica com 1/2 ml de glicose), algumas gotas diretamente no bico para hidratar e fornecer energia, independente da espécie, até providenciar alimentação adequada: papa de sementes para os granívoros, papa de frutas para os frugívoros, carne para os rapinantes (não esquecer do cálcio) e assim por diante.

Uma joaninha (Paroaria capitata) alimentando seu filhote no Pantanal. Foto: Daniel De Granville

8. A melhor forma de fornecer o alimento é com o uso de uma seringa pequena cortada na ponta, introduzindo o alimento aos poucos. Observe que este deve estar na temperatura ambiente. Evite contato direto com o filhote, se possível forneça o alimento sem tocar na ave. Para isto basta tocar no bico com a seringa ou ainda com um palito grosso (espetinho de madeira ou hashi).

9. Forneça o alimento de duas em duas horas, mas fique atento para não dar comida demais e sufocar o filhote. É importante acrescentar alguns insetos (grilos, por exemplo) na papinha, pois estes vão fornecer as proteínas que as aves precisam. Também pode ser colocado um pouquinho de carne. Quando o filhote estiver mais crescido, coloque alguns insetos vivos dentro da caixa para que ele possa treinar a captura.

Pica-pau-velho (Celeus lugubris) cuidando do filhote em Bonito/MS. Foto: Daniel De Granville

10. Observe se há espaço na caixa para que o filhote estique suas asas e consiga treinar o voo, e quando já estiver totalmente emplumado, permita que faça pequenos voos em algum lugar protegido para fortalecer sua musculatura. Se tudo der certo, em alguns dias ele poderá voar sozinho.

Mas lembre-se, o importante é interferir o mínimo possível, tomando este tipo de atitude só em último caso. Se julgar que não terá tempo ou condições de cuidar de um filhote abandonado, peça ajuda a um veterinário ou leve o filhote para um Centro de Recuperação de Animais Silvestres. E jamais caia na tentação de prendê-lo em casa. Além de ser proibido por lei, lugar de passarinho é na natureza. Denuncie caso veja alguém destruindo ninhos ou capturando filhotes.


Quem já viu um filhote de quero-quero (Vanellus chilensis)? Foto: Daniel De Granville

Se tiver mais alguma dica sobre como cuidar de filhotes nestas condições, deixe uma mensagem. E caso tenha dúvidas sobre como cuidar de um filhote, leia os comentários desta postagem, tem várias dicas lá também.

Agradecimentos: César Eduardo Nyari, João Marcelo da Costa, Wikiaves

156 comentários:

Gustavo disse...

Oi Tietta tudo bem??
Então primeiro parabéns pelo trabalho!!!!
Só gostaria de acrescentar uma coisa... Em caso de óbito do animal o que vcs fazem??
Pergunto isso, pois seria legal colocar um adendo para que quando isso ocorrer as pessoas encaminharem o indivíduo para alguma instituição.. Como Universidades e principalmente Museus !!!!
Existe mta informação que é jogada fora por conta disso...
Isso serve ñ só para filhotes caídos de ninhos.. + para todo animal que é encontrado morto por janelas, atropelados etc... pensem nisso

Abraço

Gustavo Henrique Silveira

Tietta Pivatto disse...

Olá Gustavo

Boa observação, obrigada!

Bem, quando os filhotes são encaminhados para clínicas veterinárias, CRAS/CETAs ou zoológicos, estes já fazem o encaminhamento adequado. Acredito que apenas espécies raras ou ameaçadas são aceitas em Museus ou Universidades, principalmente pela dificuldade em se obter a origem do animal.

Mas no caso de um cidadão comum, este deve procurar contato com Museus ou Universidades, mas nem sempre é um caminho fácil por conta do que coloquei acima.

Na prática acaba que a maior parte dos bichos que morrem acabam indo mesmo para o aterro sanitário, ou enterrados nos jardins das casas...

Se eu tiver mais informações sobre isso vou colocar aqui, ok?

Obrigada,

Tietta

Anônimo disse...

oi , que tipo de papel devo colocar na caixa pois li que o cheiro da tinta do jornal o sufoca , e na papinha posso colocar formigas? tenho que ficar acordando a noite de 2 em 2 horas para alimentando?

Tietta Pivatto disse...

Olá

Segue resposta:

"É o seguinte:
Primeiramente seria importante identificar a espécie para fornecer uma alimentação correta. Pode ser colocado sobre o jornal, não terá problema, mas o mesmo não pode escorregar, daí, talvez a necessidade de outro piso por cima, como pano, capim ou areia e não há necessidade de alimentação durante à noite e madrugada, nestes horários as aves estão dormindo, exceto as de hábitos noturnos."

Abraço e sucesso.

César Eduardo Nyari
Médico Veterinário de pequenos animais e animais selvagens e exóticos.
Clínica Veterinária Companhia dos Bichos
(19) 3451-3155/ 3453-9144
Limeira/SP

Anônimo disse...

Ola, moro no sudeste de sao paulo e encontrei um pica-pau de cabeca vermelha caido no chao apos uma arvore cair devido o vento e os pais nao aparecerao mais!
Deve termaproximadamente 1 mes, esrou dando papa para filhotes, o que devo acrescentar a mais em sua alimentacao p esta especie e quanto dar de comida por dia?? O contato comigo e minimo pois quero que ele voe e va embora livre, entao apartir de quanto tempp de vida eu posso comecar a colocar insetos vivos dentro da caixa !! E o ninho dele eu fiz com esfopa...
Agardo resposta
Obrigada carol

Tietta Pivatto disse...

Oi Carol, veja a resposta da Luciana Chiyo:


Oi Tietta, tudo bem?
Meus dois cents...
Primeiro, ela deve ter cuidado com a estopa, pois os fios podem prender nas pernas ou nos dedos e se interromper a circulação, pode haver gangrena. Às vezes, eles prendem e a pessoa nem vê.
Bem, o ideal seria ela levar para alguma instituição autorizada a receber e cuidar do bicho, até por questões legais... um zoológico, CETAS ou algo do tipo.
Alimentação: uns anos atrás, criei um filhote de urutau com carne moída suplementada com cálcio, vitaminas, ração de aves (da Alcon) e ovo cozido.
Se quiser, pode passar meu email para a sua leitora.
Beijos

Luciana

Tietta Pivatto disse...

Mais uma resposta do Du Nyari:

Estou tentando enviar um vídeo, onde cuidei de um pica-pau-verde-barrado, tratei o mesmo com ração de cachorro, amolecida em água e banana, fiz uma papa grossa e tratei com um hashi. Ficou 3 dias e depois foi solto onde havia sido encontrado. Sucesso.

Link para o vídeo:
http://www.sendspace.com/file/7naia0

César Eduardo Nyari
Médico Veterinário de pequenos animais e animais selvagens e exóticos.
Clínica Veterinária Companhia dos Bichos
(19) 3451-3155/ 3453-9144
Limeira/SP

Anônimo disse...

Oi, achei um filhote de pardal que caiu do ninho, tratei dele por 16 dias. Como ele estava querendo voar, mas ainda não comia sozinho, coloquei ele numa gaiola.
Hoje, além da ração, dei um pedacinho de pão molhado na água pra ele. Quando olhei a tarde na gaiola ele estava morto.
O pão pode ter matado ele? Ou ele pode ter se machucado tentando sair da gaiola?
Obrigada.

Tietta Pivatto disse...

Olá

Sobre o pardal, segue a resposta que recebi do César Eduardo Nyari, amigo veterinário:

"Boa tarde Tietta. Não foi o pão que matou o pobre coitado !
Qualquer outra coisa deve ter acontecido, mas o pão não foi o responsável, principalmente para um filhote de pardal que tem como dieta tudo que encontra, sementes, frutas, pães, bolos e restos de comida.

Abraço.

César Eduardo Nyari
Médico Veterinário de pequenos animais e animais selvagens e exóticos.
Clínica Veterinária Companhia dos Bichos
(19) 3451-3155 - Limeira/SP

Anônimo disse...

Oi

Eu queria uma informação. Tenho um ninho de beija-flor do lado de fora da garagem, e até ontem os filhotes estavam bem e a mãe os alimentava. Resolvi colocar um complemento para ajudá-la, pois ficava muito tempo fora do ninho, e os dois estavam sozinhos quase o dia todo. Então, para evitar qualquer problema, comprei aquele alimento para beija-flor da Alcon, fiz a dose conforme a recomendação do rótulo e coloquei o alimentador pendurado na garagem, mais ou menos a 1,5 m do ninho, ontem à tarde. Vi que a mãe se alimentou uma ou duas vezes, e foi até o ninho. Depois anoiteceu e não olhei mais. Hoje ao meio dia os dois filhotes estavam mortos, um caído no chão e o outro morto no ninho. No chão as formigas já estavam devorando o filhote, e no ninho havia algumas formiguinhas muito pequenas, diferente das que estavam no chão. Fiquei horrorizada, pois estava acompanhando o desenvolvimento deles há duas semanas, vi a fêmea chocando, via os biquinhos dos filhotes depois de nascidos se agitando no ninho, nem chegava muito perto para não assustá-la, e me doeu muito vê-los mortos. Queria saber o que pode ter acontecido, se foi do alimento, que possa ter causado mal aos filhotes, ou se é comum as formigas atacarem o ninho dos beija-flores por causa deste alimento. Desde já agradeço qualquer informação, pois não quero que isto aconteça de novo (se eu tiver a sorte de ter novamente um ninho por perto).

Anneliese

Tietta Pivatto disse...

Olá Anneliese

Demorou um pouco, mas consegui uma resposta de um colega:

"

É possível que tenha outros fatores envolvidos na morte dos beija-flores,
afinal como saber o que ocorreu no ninho aquela noite. Entretanto (e longe
de qualquer certeza) me parece que o alimento que a pessoa disponibilizou
para os filhotes possa ter atraído as formigas menores (imagino isso pois
já vi algo semelhante acontecer em um ninho de *Columbina talpacoti*, onde
uma pessoa alimentou um filhote supostamente abandonado com uma solução de
água com açúcar resultando por sua ver em um ataque de formigas ---> não
tenho ideia da especie, mas bem pequenas de color laranja, fazendo o
filhote cair do ninho), fazendo um dos filhotes cair do ninho e/ou morte de
ambos.

Não sei se foi aqui que li uma conversa muito boa
sobre interferência humana em ninhos, o que é uma boa questão a se tratar..."

--
Att
*Nilson Kássio Pereira Lima*

Anônimo disse...

Olá,

Como faço para cuidar de um filhote de passarinho ainda sem penas?


A apenas algumas horas minha vi minha gatinha brincando com um filhote de passarinho, por sorte (ou azar caso não consiga mantê-lo)ainda estava vivo. Peguei-o e coloquei em um tupperware com um paninho e esquentei água e coloquei tipo em banho maria para que ficasse aquecido. Aparentemente ele não está ferido, pois não vi marcas de sangue em seu corpinho que ainda não possui penas. Meu pai disse que é filhote de pomba, uma maior do que a rolinha, mas não tem total certeza disso.

O que devo fazer para manter o filhote vivo?

Aguardo sua resposta ansiosamente,

Lara

Tietta Pivatto disse...

Olá Lara

Além de mantê-lo aquecido como já está fazendo (pode colocá-lo em uma caixa de papelão e fazer um "ninho" com jornal" e manter uma fonte de calor por perto como uma lâmpada inandescente), é preciso alimentá-lo a cada duas ou três horas com uma papinha feita de ovo, leite, com neston ou farinha láctea. Não deixe muito grossa, e dê para o filhote com uma seringa que caiba na boca dele. Corte a ponta da seringa e o mais importante, tem que colocar bem no fundo da garfanta para ir direto ao papo, assim não vai para o pulmão.

Mas o ideal é sempre procurar o ninho antes de tudo e tentar colocá-lo de volta, observando se os pais voltam pra cuidar dele. Caso isso não aconteça em algumas horas, aí sim pode cuidar.

Mas não se anime muito, se for muito novinho pode ser que não sobreviva, mas não custa tentar, não é mesmo?

Abraços,

Tietta

Kamila disse...

Olá...03 filhotinho de beijo de moça caíram do ninho no meu quintal por conta de ventos e chuvas e desde segunda-feira tenho tido muitas dificuldades de mantê-los por perto dos pais, por conta do frio e chuva que está ocorrendo na minha cidade. Nessa noite, um morreu..e agora estou cuidando dos outros dois com papa para filhote, dentro de uma gaiolinha coberta por um lençol. Também mantenho-os com um pouquinho de água após as refeições. O que morreu esta noite estava com o papinho bem cheio..será que foi por conta de excesso de banana ou papinha? O que me orienta?

Anônimo disse...

Oi..Ontem caiu do ninho um sabiá e como ele ainda não sabe voar eu peguei ele e coloquei numa gaiola na minha sacada q fica perto da árvore onde estava o ninho a mãe conseguiu achar ele e vem alimentar ele mesmo preso na gaiola...só q para meu desespero hoje caiu mais um filhote pior é q não da para alcanzar os galhos pq são muito altos e como a rua é muito movimentada nem tinha como deixar no chão...será q estou fazendo bem em deixar eles presos na gaiola??? a mãe vem alimentar eles toda hora mas eu fico com medo deles não comer o suficente...o q posso fazer para ajudar sem perjudicar eles???

Tietta Pivatto disse...

Olá

Seria bom se a gaiola ficar aberta para que eles comecem a treinar o voo, assim poderão sair dela da mesma forma que sairiam do ninho. Se os pais estão indo alimentar está tudo certo, basta que eles aprendam a voar...

Karín Artesanato disse...

Olá Tietta....
eu dexei a gaiola aberta e um caiu da sacada ainda bem q tinha um toldo embaixo mas tive q correr para resgatar ele novamente, por isso agora estou dexando a gaiola fechada mas a mãe consegue alimentar ele mesmo assim, só q ontem a noite lamentávelmente um morreu ele ja estava meio fraquinho mas fiquei muito triste por não ter conseguido ajudar.
Como vi q a mãe esta trazendo minhocas pedi para meu marido procurar algumas no quintal da minha sogra e dexei numa caixinha perto da gaiola na sacada e não é q a danadinha esta catando as minhocas de lá rsrsrs...mesmo assim só coloquei algumas para não facilitar demais o trabalho dela...
Será q estou fazendo certo???

Tietta Pivatto disse...

Oi Karin

Sim, muito legal que esteja ajudando a sabiá a cuidar do filhote. Mas é assim mesmo. Alguns saem antecipadamente dos ninhos e resta à mãe cuidar dele no chão torcendo para que nenhum predador o encontre. Ele precisa de alguma forma aprender a voar, a fortalecer as asas. SE tiver como deixá-lo em algum local que ele tenha como fazer isso será perfeito, desde que não tenha acesso a gatos, por exemplo. Mas é isso mesmo, nem todos sobrevivem, a natureza é sábia, aqueles que aguardam o tempo certo de voar sempre terão mais chances que os demais, que podem morrer de frio ou na boca de um predador natural.

Abraços,

Tietta Pivatto

Karín Artesanato disse...

Oi Tietta...
Muito obrigada pela ajuda...eu continuo colocando uas minhocas perto da gaiola e a mãe continua vindo para dar de comer o filhote..como eu guardo o filhote dentro de casa a noite e tiro de manhã, quando acordo a mãe ja esta me esperando na janela olhando para dentro da inha casa rsrsrs... o filhote esta ficando cada vez mais forte..vou seguir o teu conselho e vou procurar um lugar onde eu possa soltar para ele aprender a voar fortalecer as asinhas.
Mais uma vez muito obrigada pela ajuda.
Abraços.
Karín

Dri Caldeira disse...

Olá! Já encontrei alguns filhotes de bem-te-vi e um de rolinha, que por eu ter dado comida demais, morreu. Mas os de bem-te-vi, depois de algum tempo, levei pra uma faculdade de veterinária aqui de Santos. Só q é período de férias e o setor de recolhimento está fechado. E o filhote de rolinha q encontrei hj é muito pequeno, não vai ter como eu alimentá-lo sem pegá-lo na mão...Posso fazer uma papa de sementes? E misturar alguma fruta tb? Obrigada por sua atenção com quem faz as perguntas!

Tietta Pivatto disse...

Olá Dri Caldeira. Pode sim fazer a papinha, deixa ela bem molinha, e misture alguma proteína como clara de ovo. Coloque a papinha em uma seringa com a ponta cortada, e insira bem no fundo da garganta do filhote, de pouquinho pra ter certeza que não foi para o pulmão.
Abraços,

Maria Helena disse...

oi.. um sabia caiu do ninho hoje pela manha, esta no jardim, ele esta grande ja, mas nao sabe voar direito, a mae esta proximo, mas esta ficando frio, e anoitecendo, estou com medo de deixa-o e morrer, ou ate mesmo um gato mata-lo, devo traze-lo para dentro de casa e no dia seguinte coloca-lo no local denovo? a mae volta sera?
obrigada

Tietta Pivatto disse...

Olá Maria Helena. Pode colocá-lo em uma caixa de papelão em algum lugar quente,até se puder perto de uma luz incandescente para ele ficar quentinho e amanhã bem cedo coloca ele fora que os pais vem alimentar.

Abraços

Tietta

Nubia Rosa disse...

Boa noite hoje meu namorado pegou um filhote de pardal que caiu do ninho na empresa dele, sendo que ele tentou colocar no ninho mais era muito alto. Estamos alimentando com pão molhado e água, colocamos numa caixa bem quentinha! Queria saber se está correto . E se não o jeito certo de cuidar!

Tietta Pivatto disse...

Olá Nubia

Não dê pão para o filhote, dá uma olhada nas mensagens anteriores a esta que tem várias dicas. Sugiro que você leve o filhote a um centro de fauna ou zoológico de sua cidade, assim eles poderão cuidar corretamente.

Abraços,

Tietta Pivatto

Anônimo disse...

Olá a uma semana e meia eu encontrei um ninho de beija flor a mae sempre estava dormindo no ninho mas ja tem duas noites que ela naum aparece no ninho ,durante o dia eu a vejo por perto ,mas um deles estava morto eo outro esta bem ,gostaria de saber se. Normal elas naum ficarem no ninho durante a noite ...

Tietta Pivatto disse...

Olá

Se ela está por perto não tem problema, o importante é ela alimentar o filhote. Eles são seres muito delicados mesmo...

Abraços,

Tietta Pivatto
Bonito - MS

Carla Cat disse...

Olá!

Meu noivo achou ontem um filhote de quero-quero que a mãe havia abandonado. Ele estava muito assustado e piava muito. Compramos uma seringa e demos uma papinha de fubá primeiro e depois de gema de ovo com agua morna. Mas ele come mto pouco.
Mas o grande problema é que ele só quer ficar na nossa mão! Não para de piar! Só para quando eu o aninho entre meus dedos, ele coloca o bico ali e fica roçando ate parar e cochilar. Mas se eu me mexo ele ja pia.
E só quer ficar assim. Coloco ele pra andar, mas ele cambaleia e fica piando incomodado.
Ele pode estar com medo de ser abandonado de novo, por isso tem essa reação qdo eu fico longe?
É normal q ele seja tão sonolento?

Preciso de ajuda!

Carla Cat disse...

Olá!

Ontem meu noivo encontrou um filhote de Quero-quero perto de uma quadra de tênis q havia sido abandonado pela mãe.
Ele estava muito assustado. O alimentamos com papinha de fubá e depois gema de ovo com agua morna por uma seringa.
A unica coisa complicada é q ele só para de piar quando fica no nossso colo, na nossa mão.
Ele se aninha entre meus dedos e fica quietinho, parece cochilar. Mas eu não posso me mexer q ele já fica incomodado.

Não sei o que fazer, é normal eles serem carentes assim quando são abandonados? É normal dormir tanto? Hoje eu to de folga, mas amanhã eu volto a trabalhar e ngusduclnão vou poder ficar com ele no colo o dia todo. To com peninha dele, nao sei como proceder.
Aguardo resposta

Bheatriz disse...

Ola, caiu um filhote já grande em meu quintal. O que faço?

Tietta Pivatto disse...

Olá Carla. Pode ser que ele esteja com frio, veja se consegue colocá-lo em uma caixa forrada e com uma lâmpada incandescente perto pra aquecer. Só cuide pra não ficar quente demais.

Minha sugestão é levá-lo a algum centro de recuperação de fauna ou zoológico, assim técnicos poderão cuidar dele adequadamente. Tem algum CETAS em sua região.

Abraços,

Tietta Pivatto

Tietta Pivatto disse...

Olá Bheatriz, leia os comentários desta postagem, acredito que as respostas poderão te ajudar.

Att.

Tietta Pivatto

Yuri Azevedo disse...

Olá preciso de uma orientação, um filhote de sabia caiu do ninho ele não é muito pequeno, tentei coloca-lo na arvore de volta, porém ele caiu novamente, estava assustado e quase que um carro atropelou ele, então resolvi pega-lo e levar para casa, comprei uma gaiola coloquei comida e água para ele, e deixei ele no quintal, a mãe do filhote vem várias vezes ao dia para dar comida pra ele também, gostaria de saber quando eu posso soltar ele, ele não consegue voar muito e também não gosta que nós chegamos perto dele, ele não muito pequeno e nem muito grande.

Tietta Pivatto disse...

Olá Yuri

O filhote deve ser solto assim que estiver voando com segurança e alimentando-se sozinho, pois isso vai garantir que sobreviva. Treine os voos em algum lugar protegido e com espaço para que ele possa fortalecer as asas. Deixe frutas em locais que ele tenha que encontrar, assim ele também é estimulado a voar.

Abraços,

Tietta Pivatto

Hellen disse...

Olá, estou cuidando de um filhote que acredito ser de 'coleirinha' e ele está bem fortinho, comendo bem e já está aprendendo voar.Gostaria de saber se quando ele já tiver bem forte eu posso soltá-lo e ele sobreviverá? Lá em casa temos um cantinho onde colocamos canjica de milho, o que atrai muitos pássaros inclusive coleirinhas, será que seria bom colocá-lo lá um pouco do dia, mesmo ele ainda não sabendo voar e depois recolhê-lo a noite, até ele poder voar bem sozinho? Meu medo é cuidar dele dentro de casa apenas e mesmo sabendo voar ele não saiba se alimentar.

Tietta Pivatto disse...

Olá Hellen, segue resposta do Dr. Cesar Eduardo Nyari, veterinário colaborador deste blog:

"Boa tarde Hellen

O ideal é mesmo que você comece a familiarizá-lo com este espaço lá fora. Pode colocá-lo em uma gaiola com alimento por alguns dias para que ele veja a movimentação dos demais ao seu redor e só depois deixe a gaiola aberta, para que saia sozinho. Tem grande chance de conseguir buscar alimento e ganhar a natureza. Parabéns por cuidar dele. Abraço.

César Eduardo Nyari
Médico Veterinário de pequenos animais e animais selvagens e exóticos.
Clínica Veterinária Companhia dos Bichos
(19) 3451-3155 - Limeira/SP

Hellen disse...

Obrigada pela resposta, vou fazer isso! Estou aliviada por saber que ele pode voltar à natureza pois não quero ele em gaiola! Já basta ele ter ficado sem a mãe dele. Obrigada!

Jaqueline Alves disse...

Boa tarde, preciso muito de ajuda com uma rolinha ou pombinha menor, não sei ao certo.
Ocorre que ela estava tentando fazer um ninho aqui em uma das colunas de minha garagem já faz tempo e sempre os gravetos que ela trazia caiam com o vento, o espaço é muito pequeno e de dificil fixação. Contudo, ela de tanto insistir ,conseguiu fazer o ninho e já devia estar chocando pois não saia mais de dentro do ninho. Nesta semana segunda-feira, notamos que o ninho estava muito vulnerável e prestes a cair. Tenho 2 gatas, fiquei com muito medo de ver acontecer o pior e assim meu marido e eu subimos e reposicionamos o ninho que até então não tinha ovos. Dias depois, chegando em casa notamos que o ninho iria cair novamente e mais uma vez subimos e fomos arrumá-lo e agora tinham 2 ovos dentro. Então na tentativa de evitar sua queda nós, colocamos mais um pouco de palha no fundo do ninho e o prendemos com fita na base da coluna para não cair. Com isso, a passarinha mãe ficou insegura e agora ela vem ao ninho, o observa mas não adentra nele. Fica observando à distância nos fios e energia elétrica. Hoje de manha para piorar a situação, notamos que ela veio ao ninho, reacomodou seus ovos mas neste processo ou com a chuva de ontem, não sei, um dos ovos estava caido no chão e rachado. Nós jogamos este ovo fora mas, tem o outro ovo no ninho, intacto mas, a mãe passarinha não esta chocando mais ele. Ela fica à distância, observando seu ninho mas, não vem até ele.
O que posso fazer para ela ser atraída de volta ao ninho ou o que faço com seu ovo agora?? Gostaria muito de informação e de pider ajudá-la. Muito obrigada desde já.
Aguardo um retorno.
Jaqueline.

Tietta Pivatto disse...

Olá Jaqueline

Provavelmente esse ovo já não vai mais chocar. A rolinha deve ser jovem e inexperiente na escolha de bons locais para ninho. Então talvez escolha outro local na próxima vez. As aves não gostam de interferencia no ninho, percebem o mínimo de mudanças e ficam mesmo receosas de voltar. Então minha sugestão é aguardar. Se ela abandou não tem o que fazer, mas pode ser que daqui um tempo outra ave ou mesmo ela volte e recupere o ninho que agora está mais protegido.

Mas não se preocupe, a perda de filhotes por pais jovens e inexperientes é comum na natureza e faz parte do aprendizado deles.

Abraços,

Tietta Pivatto

Nessinha Campbell disse...

Olá, um filhote de Bem-te-vi caiu do ninho aqui na frente de casa, provavelmente é um dos apressadinhos de voo, mas ele ainda não aprendeu a voar, eu coloquei ele no meu quarto só pra passar a noite, pq como ele estava exposto a ser devorado por morcegos que rondam por aqui, e até mesmo pelo gato do vizinho, eu decidi fazer isso, e todos os dias de manhã eu o levava para cima do telhado para ser alimentado pelos pais, isso já faz três dias, os pais dão comida pra ele pela parte da manhã e quando chega a noite, ele fica sozinho em cima do detalhado, correndo risco novamente, o que devo fazer? não dá pra ficar pra lá e pra cá com ele, todos os dias, e quanto tempo leva pra eles aprenderem a voar? Obrigada.

Tietta Pivatto disse...

Olá Nessinha.

SE ele está em cima do telhado e os pais continuam alimentando, com certeza eles também cuidam dele à noite. Fique tranquila.

E não se preocupe com os morcegos, provavelmente você tem aí insetívoros e frugívoros, os mais comuns. Não farão mal algum ao filhote. O único problema é mesmo se o gato encontrá-lo, mas aí já é mesmo difícil de cuidar.

Ele deve voar em mais alguns dias.

Boa sorte para o bentevi!

Abraços, Tietta Pivatto

Márcio disse...

Boa Noite, minha esposa achou um filhote de beija flor e descobri que ele é um filhote prematuro com penas da causa curtas. Gostaria de saber o mais rápido possível o que posso fazer para acomodar e alimentar ele pois ele não para de piar. Obrigado!

Tietta Pivatto disse...

Olá Marcio. Segue resposta de Cesar Eduardo Nyari, veterinário especialista em animais silvestres:

"Bom dia.

Beija-flores- manter em temperatura entre 25 e 28ºC, fornecer néctar de 6 a 8 vezes e a proteína pode ser retirada da água de ração de cachorro dissolvida, uma vez ao dia, junto com a água do néctar mesmo."


Abraço.

César Eduardo Nyari
Médico Veterinário de pequenos animais,
especialista em animais selvagens e exóticos.
Clínica Veterinária Companhia dos Bichos
(19) 3451-3155
Limeira/SP

Anônimo disse...

ola
achei umfilhote de pardal em frente ao portao d casa e reslvi cuidar dele
Seguindo as dicas coloquei ele numa caixa forrada..comprei papinha p filhote e dei na seringa e agua tb
Limpei o bico deixei ele quietinho..
Ele ja estava animadinho e de noite enrolei a caixa com um tecido quentinho,deixei uma parte descoberta p ele respirar..
Entao depois de um tempinho ele comecou a se mexer de forma estranha e foi parando de se mexer e respirar ate q se foi..
Fiquei muito triste pois querria muito salva-lo..
Pensei
Sera que culpa foi minha? O que deve ter acontecido?Dei pouca comida pq ele nao quis..nao entendi
Poderia me dizer q pode ter havido?
Gostaria muito de te-lo salvado...

Tietta Pivatto disse...

Olá

Consultei amigos veterinários e eles não tem uma resposta conclusiva, pois precisariam examinar a ave para uma conclusão definitiva. Veja abaixo:

"Oi. Realmente não temos como saber o motivo da morte, mas com certeza a pessoa não foi a culpada, ele poderia já estar doente ou mesmo se lesionou na queda. Difícil saber.

César Eduardo Nyari
Médico Veterinário de pequenos animais,
especialista em animais selvagens e exóticos.
Clínica Veterinária Companhia dos Bichos
(19) 3451-3155
Limeira/SP"

Luana Nunes disse...

Olá, achei um filhote de rolinha, ele já tá grandinho, até tentava voar. Ele era todo agitado, mal parava quieto. Mas ele amanheceu muito caidinho, fica paradinho e tá toda hora dormindo. Não sei oq pode ser. Estou tratando ele com papinha de farinha de milho, pão e alpiste. O que vc acha que pode estar acontecendo?

Tietta Pivatto disse...

Olá Luana

Acho que sua resposta está nos comentários anteriores, dá uma olhada lá.

Abraços

Tietta Pivatto

Anônimo disse...

Ola achei doi filhotes de rolinha e vi que tinha uns ben te vis bem atentados querendo pega-los então tirei o ninho com eles da arvore e coloqui o ninho dentro de uma caixa o que fço com eles? Como cuidar? eles são bem pequebinhos ainda e dei umas minhocas e eparece ques eles comeram

Tietta Pivatto disse...

Olá

O correto seria não interferir, deixar que a natureza siga seu curso. Bentevis eventualmente podem querer se alimentar de ninhegos ou simplesmente estar querendo usar árvore para seu ninho também. Ninguém melhor para cuidar dos filhotes do que os pais. Minha sugestão é colocar o ninho de volta e deixar lá por algumas horas para ver se os pais retornam o cuidado com os filhotes. Se não, você vai ter que assumir a responpabilidade, rs.... Leia os comentáiros anteriores que tem muitas dicas de como cuidar.

Abraços,

Tietta Pivatto

Anônimo disse...

Meu cachorro matou a familia de um quero quero e peguei o filhote, com oque devo alimetar ele ?

Ivan disse...

dia 20/11 caiu do ninho um sanhaço cinza com asa verde, ele piava muito na calçada e não sabia voar. Levei pra casa e dei uma papinha que a visinha tinha, era de filhote de calopsita. Deixei ele no banheiro, preso no box. Desde ontem 24/11 comecei a introduzir frutas, sempre na boca, e ele ja está conseguindo voar. Só que ele ainda abre o bico esperando comida quando chego perto, mesmo eu tendo deixado frutas ao alcance dele. Posso solta-lo ? Ele vai sobreviver ? Ou devo esperar ele comer sozinho antes de solta-lo ?

Tietta Pivatto disse...

Olá

Aguarde mais uns dias até que ele consiga comer sozinho, pois se ele ainda espera ser alimentado é porque ainda não está preparado para encontrar os próprios alimentos. O ideal seria você colocar frutas que ele vá encontrar nas árvores da região para ele aprender a identificá-las.

Abraços,

Tietta Pivatto

Anônimo disse...

Olá,cerca de uma semana atrás achei um filhote jogado no chao , ele ainda não tinha pena , e estava com fome , não havia sinal da mãe , e não achei nenhum ninho por perto , então eu o trouxe para minha casa , para que ele não fosse morto por algum predador ou morresse de frio ou fome , eu comprei aquelas papinhas para filhotes é um ninho , eu o mantia dentro de uma caixa onde havia uma bolsa de água quente embaixo do ninho para aquecê-lo , eu o alimentava de 2 em 2 horas , e trocava a água sempre que ele sentia frio , eu mantinha ele quentinho como eu podia , ontem eu senti ele muito estranho , eatava com o papo cheio , não queria mais comer e nem piava direito , ele estava ficando muito frio , então troquei a água e o aqueci , ele pareceu melhor estava piando baixinho e parecia que queria dormir , novamente ele não quis comer , então depois de me certificar que ele estava quente e bem deixei ele dormir , agora de manhã quando fui alimentá-lo ele estava morto , será que fiz alguma coisa de errado ??

Anônimo disse...

Você acha que ele tinha chances de sobreviver ? Por favor envie a resposta no meu email : gabriellecoutinho15@hotmail.com

Tietta Pivatto disse...

Olá Gabriel

Desculpe a demora em responder, estava em viagem.

Não se preocupe, a maioria dos filhotes não sobrevive fora do ninho e sem o cuidado dos pais assim tão novinhos. Você fez tudo certinho. O ideal é sempre recolocar o filhote no ninho ou então deixar em uma caixinha ao alcance dos pais para que eles continuem a cuidar, mas nem sempre é possível.

Abraços,

Tietta Pivatto

Maísa disse...

Olá!! Há 20 dias encontrei um filhote, acho que é de pomba. Estava gelado e com formigas pelo corpo. Não encontrei o ninho e vim saber pelo meninos da minha rua que haviam destruído um ninho. Adotei o pássaro e mesmo sem ter conhecimento, percebi através dos comentários que fiz td certinho, inclusive comprei papinha. Ele está lindo, mas qdo tento soltá-lo ele voa e pousa na gente. Ele não quer ir embora. Hj qdo chegamos, fez a maior festa na gaiola, batendo as asas e piando. Tenho filhos pequenos e o contato na hora de tratá-lo foi inevitável. Agora estou triste pois quero vê-lo livre e ao mesmo tempo tenho medo q não sobreviva, que não saiba se defender e procurar o alimento. O que fazer????

Tietta Pivatto disse...

Olá Maísa, tudo bem?

Que bom que ele está bem, é natural que nesse início haja mesmo essa conexão, mas o ideal é que ele vá se acostumando a ser passarinho e não gente, rs...

Minha recomendação é que ele fique solto, que seja dentro da casa se for o caso, para que aprenda a voar e fortaleça a musculatura. Ao mesmo tempo, deixe o alimento em pontos para que ele vá encontrando sozinho.

É importante também que vocês evitem muito contato com ele. Caso ele faça festa na gaiola, não responda, logo ele vai parar. E obviamente, quando ele voar para cima de vocês, tire-o e coloque-o em outro pouso sem muito mimo. Sim, sei que é difícil, mas como você mesma observou, é importante que ele volte pra natureza e que saiba voar e encontrar comida. Se tiver um jardim, vá deixando ele solto por lá para aprender a subir nas árvores e a encontrar comida sozinho. Um dia desses ele vai embora sozinho, e você vai adorar ter essa lembrança de um bicho que sobreviveu e ganhou liberdade graças à dedicação de sua família.

Abraços,

Tietta Pivatto

Anônimo disse...

Pessoal por favor me ajudem, encontrei um filhote rescem nascido de bem-te-vi, deve ter caido do ninho, ele ta machucadinho, to tentando cuidar do machucado, mas o q me preocupa tambem é o alimento q dou para ele, ele n ta querendo comer, queria saber uma comida caseira até q eu possa ir em um pet ver se tem papinha pronta, n sei quais ingrediente dar, dei soro fisiologico com glicose, como vi no texto q vcs colocaram, me ajudem, quero salvar esse bbzinho, urgente, poes ta com o papinho seco..

Marcos Alves da Silva disse...

Prezada Tieta,
Uma sabiá fez ninho no meu quintal. Não em uma árvore, mas no topo de uma coluna que sustenta os caibros.
Três sabiás nasceram. Já estão grandinhos com penas. Eles voaram do ninho porque eu, infezmente, cheguei muito para uma fotografia. Agora eles estão no chão. Não há perigo de predadores. Mas, não sei se sabem voltar para o ninho. E não sei se me deixarão apanhado para colocar de volta por que já estão meio grandes.
O que me sugere?
Marcos Alves da Silva
E-mail: marcosalvesadv@gmail.com
E-mail: marcos@marcosalves.adv.br

Tietta Pivatto disse...

Olás

Sobre o bentevi filhote, basta alimentá-lo com a papinha, que pode ser feita com leite ou ração animal para que ele tenha ingestão de proteína. Aqui mesmo nos comentários tem algumas boas dicas sobre isso.

Sobre os sabiás, se eles saíram do ninho fica difícil mesmo colocá-los de volta, tente colocar uma caixa para que eles se protejam e observe se a mãe está cuidando deles, pois logo vão aprender a voar sozinhos e não será problema.

Abraços,

Renata disse...

Olá Tieta,

Gostaria de saber se os filhotes de pardal dorme de pé em poleiros, pois resgatei um pardal a uns 10 dias, que caiu do ninho e no começo ele dormia sentadinho dentro do ninho improvisado que fiz, mas agora que ele está crescendo e começando a comer sozinho não quer mais entrar no ninho, eu coloco ele lá dentro mas ele voa para o poleiro da gaiola e fica lá a noite toda de pé, isso é normal? Tenho medo que ele fique cansado.
Minha intenção é solta-lo assim que ele comer sozinho

Obrigada pla atenção

gíh´´ disse...

Olá. Eu estou cuidando há um tempo de um bebê sabiá, enfim, ele está grande e forte, já sabe voar. O problema é que ele não sabe comer sozinho, ele fica livre, mas na hora de comer ele vem pegar o rango comigo, não sei o que fazer, quero muito que ele viva livre sem depender de mim, já deixei frutas à disposição, achei minhocas e coloquei no chão (mas ele só come se eu der no bico dele) o sabiá já está bem danado, como faço pra ele comer sozinho?só falta isso pra ele ser completamente independente

Anônimo disse...

oi, não sei como fazer para o meu passaro comer sozinho... ele quer voar e nem sabe comer!

Tietta Pivatto disse...

Olá Renata

Sim, é normal, as aves adultas dormem empoleiradas. Possuem articulações e musculatura especializadas pra isso nas patas. Mas se mantê-la o tempo todo na gaiola não vai desenvolver a musculatura das asas, então é importante você começar a soltá-la pela casa pra ela ir treinando o voo e ir fortalecendo, até que ela possa ir embora.

Abraços,

Tietta Pivatto

Tietta Pivatto disse...

Olá "GIH"

É assim mesmo, eles demoram um pouco pra aprender sozinhos, mas precisa continuar a estimulá-lo a encontrar sozinho a comida. Deixe a comida disponível mas aumente o tempo entre as refeições que você dá diretamente, assim ele vai sentindo fome e ficará estimulado a comer sozinho.

Abraços,

Tietta Pivatto

Anônimo disse...

Tem um ninho de beija flor na minha varanda, o filhote ja estava batendo as asas sozinho quando dava um ventinho e a mae vinha alimenta lo todo dia. Mas com mais ou menos 15 dias de nascido ele sumiu. A mae veio aqui procurar ele e eu tambem procurei. Sera q ele foi embora sozinho? Ou vai com o pai e a mae voltou porque quer por outro ovo no ninho? A varanda tem tela acho que nao foi gaviao.

Tietta Pivatto disse...

"Boa tarde, me tira uma duvida por favor. Beija flor fez um ninho na minha varanda. A mae estava vindo todo dia alimentar ele e ele ja estava batendo as asas sozinho quando batia um vento. Mas nunca vi sair do ninho nem com a mae. Mais ou menos com 15 dias de nascido ouvi a mae gritando na varanda e achei q ela estava chamando ele para aprender a voar mas quando olhei para o ninho nao tinha filhote. Ele sumiu. Ele foi embora sozinho? Ou vai com o pai e a mae voltou porque vai por outro ovo no ninho? Acho q nao foi gaviao porque a varanda tem tela. E comum filhote ir embora sozinho? Eu teria que ter visto ele treinando voo com ela antes? E como ele vai se alimentar, sabe procurar comida sozinho? Falei dele ter ido com o pai porque teve uma ocasiao de ter dois beija flor voando perto do ninho como se tivessem brigando. E a cor dos dois e diferente um e verde e outro e preto e um e manso deixava eu chegar perto e outro me enfrentava. Entao eu tenho a impressao que esses dois se revezavam para alimentalo. Isso e possivel? Pai e mae alimentam filhote? Sera q ele foi embora acompanhado de um deles mesmo ainda vindo na varanda? Pq tenho bebedouro aqui. Mas o q achei estranho foi ela ficar piando e entrou no ninho tres vezes. Isso ontem ( dia q filhote sumiu). Hoje, dia seguinte, ainda nao apareceu nenhum deles. Sera q o filhote volta para o ninho? Muito obrigada pela ajuda!!"


Olá Fernanda

Provavelmente o filhote foi predado, por coruja, gambá ou mesmo rato durante a noite. É triste mas faz parte da natureza... Pode ser que em breve os pais choquem novamente.

Abraços,

Tietta

Antonella disse...

Olá. Encontramos agora pouco um filhote de pica-pau anão (dourado ou coleira, não sei identificar qual deles) caído no chão com a asa esquerda machucada, com osso exposto. Passamos água oxigenada para desinfetar e pensamos em usar babosa para cicatrização. Alguma outra sugestão? Também não sabemos como alimentá-lo. Não temos carne, ração, papinha para pássaros. Podemos alimentá-lo com arroz, banana, levedo de cerveja? Qualquer ajuda será muito bem-vinda.

Tietta Pivatto disse...

Olá Antonella

Segue resposta do Médico Veterinário Cesar Eduardo Nyari:

"Boa tarde Antonela.

Neste caso, se a ave em questão sobreviver a esta fratura, ficará impossibilitada de voar e consequentemente, impossibilitada de voltar à natureza.
Porém, pode usar Rifamicina spray na lesão (necessita de receita para comprar o produto), a babosa também e para alimentação a ração de gato ou cão, amolecida com água morna, por vezes misturar um pouco de banana e/ou mamão. Por ser uma espécie de vida livre e com hábito alimentar bastante específico o prognóstico de vida em cativeiro é bastante reservado.

Abraço."

César Eduardo Nyari
Médico Veterinário de pequenos animais,
especialista em animais selvagens e exóticos.
Clínica Veterinária Companhia dos Bichos
(19) 3451-3155
Limeira/SP

Michelle Costa disse...

Boa noite. Ha uma semana estou cuidando de um bem te vi que saiu do ninho e nao conseguiu voltar. para nao ser comido meu marido o trouxe para casa. estou dando comifa para passaro preto e sabia da supra mix com goiaba e mamao. na manha seguinte o coloquei pendurado no quintal(na gaiiola pois tenho gatos e caes fora os dos vizinhos) e ele achamou a mae e ela veio com o pai (acho) estavam alimentando ele mas comecaram a jogar alimentos grandes como racao de cao, pao, filhote de sapo, jamelao e ele n comia. estou ensinando ele a comer sozinho mas ele so cone se eu amostrar com o palitinho q eu o alimentei no primeiro dia. nao bebe agua sozinho so no contagotas. treino voo com ele mas ele voa baixo e tem um dedinho do pe por cima do outro. os pais tem dois dias que nao o alimentao so ficam gritanto ele. estou desesperada pois quero q ele va embora seja livre e feliz como deve ser mas ele voa baixo. tenho medo q um gato o coma. como sei que ele esta pronto para voar?
Na lateral da boca dele ainda esta aparela. uns dizem q so ira comer sozinho quando o bico estiver com a lateral preta, outros dizem que a mae n vai mais alimentar e se eu n o soltar ela trara veneno para mata-lo. me ajudem a ajuda-lo quero ele livre.

Tietta Pivatto disse...

Olá Michele.
Ofereça pedaços de frutas e minhocas, por exemplo, antes dos palitos, pra que ele reconheça como alimento. Insista até ele pegar, e só então complete com os palitos se achar que não comeu o suficiente. Deixe esses alimentos disponíveis pra ele e aumente o tempo entre uma refeição e outra, assim se ele tiver fome vai acabar procurando esses alimentos. Até que você pare de uma vez com os palitos. Quanto ao voo baixo, é assim mesmo, enquanto as asas não estiverem bem fortalecidas ele não será capaz de longos voos, mas isso logo vai acontecer, e aí ele vai embora. Se tiver como capturar moscas e outros bichos é bom também, uma vez que a dieta principal dele é insetos e outros invertebrados.

Abraços,

Tietta Pivatto

Michelle Costa disse...

No dia seguinte de minha postagem aqui ele faleceu. a noite ele estava aparentemente bem comeu sozinho me pediu agua ensaiou subir no poleiro mas nao subiu e foi durmir. na manha seguinte notei que estava amuado e um pouco friio e sem forca em um dos pes. tentei aquece-lo com papel toalha e meu calor nao tendo resposta usei o secador de longe abri suas asas e notei que ele deu uma animada. mas nao adiantou logo voltou a ficar sonolento e fez coco preto e bem mole em seguida esticou os pes subiu uma pele em seus olhos depois os olhos abriram e morreu. tudo nao durou 10min. estou me sentindo culpada por nao perceber que havia algo errado...mas a unica coisa estranha que percebi e que depois que os pais sumiram ele comecou a piar rouco mas como ele piava o dia todo achei que fosse por isso.
Porque sera que ele morreu? Nao mudei sua alimentacao a nao ser acrescentando mamao mas ele comia sozinho.

Tietta Pivatto disse...

Oi Michele

Fique tranquila. Provavelmente ele já estava doente e foi por isso que os pais o abandonaram. Ele devia ter algum problema congênito e não ia durar muito. Veja que saiu do ninho antes da hora também. Na natureza é assim, seleção natural. Agora os pais cuidarão de outro filhote com mais chances de sobreviver.

Abraços,

Tietta Pivatto

Anônimo disse...

Oi, boa tarde!
Por gentileza, estou com um filhote de beija-flor "em mãos", e estou dando água com açúcar. Gostaria de saber se há algo caseiro que possa ajudar em sua alimentação! Devolver ao ninho está fora de cogitação, pois não achei ninho e o vi na rua! Soube de um necta que venda em casa de animais, mas como hoje é sábado, não achei em lugar nenhum! Há algo caseiro que possa ser feito, sem ser água com açúcar?

Muito grato!

Tietta Pivatto disse...

Olá

Você pode completar a alimentação do beija-flor fornecendo insetinhos ou então adicionar ração de passarinho ou de cachorro diluídas na água com açúcar, assim ele ingere proteínas e gorduras, que são muito importantes para o fortalecimento dele.

Abraços,

Tietta Pivatto

Anônimo disse...

Boa noite Tietta,

Hoje pela manhã meu colega de trabalho achou um filhote de passarinho (já emplumado) caído no chão. Achamos que ele caiu de uma goiabeira, provavelmente tentando voar. Procuramos o ninho, porém não tivemos sucesso.
O deixei em um ninho abandonado em uma arvore mais baixa durante o dia todo e nada aconteceu.

Como soltamos uma cadela durante a noite no estacionamento da empresa achei melhor levá-lo para casa pois acredito que a cadela mataria ele caso o mesmo caísse no chão novamente.
Comprei papinha para filhotes de pássaro e o deixei dentro de uma caixa de sapatos.
Estou pensando em leva-lo amanha para o estacionamento e tentar achar o ninho novamente. Caso ache e o devolva, sera que a mãe o aceitaria?

Estou preocupada.

Obrigada

Luiza
luizac_ribeiro@hotmail.com

Tietta Pivatto disse...

Olá Luiza

Sim, acho que vale a pena levá-lo novamente, pois às vezes os pais estão por perto e podem continuar a alimentá-lo.

Caso não voltem sugiro seguir as orientações contidas nas mensagens acima com relação a alimentação e importante, mantê-lo aquecido.

Não entendi se você apenas deixou a papinha na caixa ou se está dando direto no bico dele. Provavelmente ele não sabe se alimentar sozinho e vai precisar de ajuda, o que pode ser feito com uma seringa introduzida dentro da garganta com a papinha amolecida.

Tomara que os pais retornem! :-)

Abraços,

Tietta Pivatto

Anônimo disse...

Bom dia Tietta,

Dei papinha no bico dele, porem ele mesmo comia no meu dedo (já é grandinho, esta começando a voar). Tentava abrir o bico com muito cuidado mas ele resistia, não adiantava.

Hoje pela manhã coloquei ele no ninho abandonado na arvore do lado e o deixei la. Estou esperando que o encontrem. O problema é que não consigo ficar observando o ninho de longe pois tenho que trabalhar. Não sei o que faço, estou muito perdida.

Grata pela sua resposta

Luiza

Tietta Pivatto disse...

Olá Luiza

Parece ser filhote de avoante (Zenaida auriculata), um tipo de pomba, mas não tenho certeza.

Realmente não há muito o que fazer. Ou deixa o filhote lá pra ver o que acontece ou leva para alimentá-lo até que fique independente, o que pode levar ainda uma ou duas semanas, no caso dos pais não estarem mais cuidando dele.

Abraços,

Tietta Pivatto

Anônimo disse...

Boa tarde Tietta,

Deixei ele cedo no ninho e ele pulou para outros galhos durante a manhã. Fiquei preocupada com ele e agora no inicio da tarde fui coloca-lo no ninho e ele pulou para outro galho. Neste momento apareceu um passáro proximo dali, parecia uma pombinha. Então deve ser a mãe dele? Esse e um sinal de que não devo mais interferir?

Sera que ele esta sendo alimentado?

Luiza

Tietta Pivatto disse...

Oi Luiza, é difícil dizer se não tiver como observar o comportamento. Mas se for um dos pais vai cuidar sim.

Abraços,

Tietta Pivatto

Anônimo disse...

ola!!

Ha uma semana achei um filhote de morcego, no quintal de minha casa. Ele nao consegue voar, em sua asa ha um buraco. Tenho do e quero cuidar dele ate qjue se restabeleca. Estou alimentando-o com frutas e agua. Mas ele rejeita. Tenho medo de que ele morra. O que eu faco?

Tietta Pivatto disse...

Ola

O ideal é você levar o morcego para um Centro de Recuperação de Fauna lá terá gente qualificada para cuidar dele. Precisa identificar a espécie corretamente pois pode ser um insetívoro ou carnívoro, e aí não vai mesmo aceitar frutas. É importante também que você evite muito contato com ele pois pode estar contaminado com algumas doenças que são transmissíveis ao homem. Importante lembrar que morcegos não são perigosos, mas quando encontrado no chão é sinal de problemas e aí é melhor ter cuidado.

Abraços,

Bianca disse...

Estou ajudando um filhote de beija flor, faz um dia. Alimentei, cuidei e agora ele já está pronto para ir embora, porém está chovendo. O que eu faço????

Déia Mascarello disse...

Bom dia. No meu jardim um casal de pombos abandonou no ninho um filhote morto e outro vivo. Chovia e fazia frio. Dei papinha de fuba e semolino pra ele durante 3 dias. E colocava ele dentro de uma caixa em lugar alto dentro de casa pois tenho um gato. A caixa caiu la do alto depois que ele tinha comido a sua papinha. Corri para salva-lo do meu gato e controlei que ele estava bem. Ele estava bem, entao recoloquei-o em seu lugar mas no dia seguinte ele estava morto. Ja chorei muito me sentindo culpada por ter deixado a caixa cair. Sera que a queda acabou por mata-lo? Obrigado desde ja por uma resposta.

Tietta Pivatto disse...

Olá Deia

Fique tranquila, a natureza é sábia e, se os pais tinham abandonado os filhotes, é porque eles não tinham mesmo condições de sobrevivência. Talvez alguma malformação genética, não tem como saber. A natureza apenas seguiu seu curso... :-)

Abraços,

Tietta Pivatto

Anônimo disse...

Achei um filhote de rolinha no chão, fiquei olhando para ver se via os pais e nada, busquei pelo ninho e nada também, resolvi levar para casa e cuidar dele, hoje já se passaram 20 e eles já está bem diferente, está com penas e chega e dar voos, pois deixo ele dentro de um box de banheiro inutilizado durante o dia e a noite ele vai para uma caixa aquecida e com serragem de ramister, mas acho que já está na hora dele sair e ir para o mundo dele, pois não posso e não devo ficar com ele, uma vez que ele é um animal silvestre. Preciso saber com quantos dias ele pode ser solto, hoje ele ele ainda come papinha mas come sozinho, estou tentando incluir o alpiste mas ele ainda não quer.

Por favor, me informem com quantos dias ele pode voltar a natureza, uma vez que ele já voa e come sozinho e deve ter uns 35 dias??

Grata

Tietta Pivatto disse...

Olá

Se a rolinha já é capaz de fazer voos longos e fugir no caso de alguém (ou um gato) tentar pegá-la e também consegue encontrar alimento sozinha, já pode ser solta. Porém sugiro levá-la para um parque de sua cidade ou mesmo um Centro de Recuperação de Animais Silvestres (se estiver em São Paulo pode ser no Parque Ibirapuera ou Parque Ecológico Tietê.

Se for soltá-la, observe por um tempo se ela se vira bem, talvez precise fazer testes por uns dois dias antes de deixá-la ir definitivamente.

Abraços,

Tietta

ana cristina marques disse...

Boa tarde, minha filha encontrou um filhote de bem te vi, estamos cuidando dele ha uma semana com raçāo de gato, ela orocurou o ninho mas ñ achou . Até ontem estava tudo bem, ele estava ficando até no nosso ombro. Nas hj ele não esta conseguindo ficar de pé, esta fazendo coco mais do que os outros dias. Hj comprei ração de passaro preto, pra ver se ele melhora.Ele esta comendo bem, mas o que fazer com as perninhas?

Tietta Pivatto disse...

Olá Ana Cristina

Segue resposta do médico veterinário Jefferson Leite:

"Nesta época do ano, é muito comum este tipo de ocorrência. O que deve estar acontecendo, é relacionado a alimentação, pois ela relatou que dava comida de gato para a ave. Isso pode ter causado essa paresia de membros. Neste caso, o ideal e que ela procure um veterinário especializado em aves, pois será necessário avaliar mais detalhadamente o animal. Sugiro que a alimentação seja, como ele ainda é filhote, baseada nas papinhas comerciais existentes e que podem ser enriquecida com insetos desidratados e moído, também encontrado em casas do gênero.

Caso ela tenha dificuldade em mante-lo, sugiro que a ave seja encaminhada a um CETAS ou CRAS, para uma tratamento mais especializado."

Abraços,

Tietta Pivatto

Jeniffer Faria disse...

ola, bom dia.
estou cuidando de um bem-te-vi filhote tem 2 semanas com papinha especifica, ele tem comido bem mas percebo que agora ele ja comeca a bicar, portanto, comprei outro tipo de alimentacao, o farelo com sabor de banana mas ele nao gostou muito. Durante o dia deixo ele na varanda e costuma aparecer um monte de bem-te vi e todos trazem sementes pra ele mas ainda nao come. O que posso dar? e ele tambem nao bebe agua, deixo o potinho no fundo da gaiola e nada. Seria melhor um bebedouro vertical? Ele comecou a abrir as asas e 1x ao dia se limpa. Que bicho encantador. Nao vejo a hora dele voar e conseguir voltar anatureza.

Tietta Pivatto disse...

Olá Jeniffer

Talvez ele ainda não saiba comer, tem que ir tentando. Tende dar pedaços de frutas como banana ou mamão. É importante ele ter uma fonte de proteínas, então veja se esta ração que está dando contempla essa necessidade, que pode ser substituída por clara de ovo cozida (sem sal, obviamente).

Ele aos poucos vai começar a treinar o voo, então você pode colocar ele empoleirado na sua mão ou um graveto e suavemente subir e descer de forma que ele tenha que bater um pouco as asas para se equilibrar, assim vai ganhando força nas asas.

Sobre a água, se ele estiver comendo as frutas já é suficiente, mas é bom deixar por perto para que ele procure se precisar ou mesmo para manter o ambiente úmido.

Abraços,

Tietta Pivatto

Unknown disse...

Olá, encontrei um passarinho caído no meu quintal. Os pais estavam tentando cuidar dele no chão, mas tenho dois cachorros curiosos e ele estavam interessados demais no passarinho para deixá-lo em paz. Assim, peguei o filhote e improvisei um ninho alternativo com uma caixa de sapatos, panos sequinhos e pus também uma garrafinha com água morna enrolada em um pano em uma das extremidades da caixa e coloquei o ninho na minha varanda. Vejo os pais indo e voltando para o ninho que está bem acima do meu telhado, mas eles ainda n viram o filhote deles por que o mesmo não está nem piando. Será que ele está doente ou pode ser o choque? Como posso facilitar que os pais o encontrem?

Tietta Pivatto disse...

Olá

Caso os pais ainda não tenham encontrado, sugiro colocar a caixa com o filhote no local onde eles estavam indo antes e, após eles o alimentarem, você aos poucos mudá-la de lugar até chegar à varanda, assim eles podem encontrá-la sem problema.

Abraços,

Ester Sales disse...

Olá estou cuidando de um filhote de bem-te-vi mas pelo que eu li em comentários anterior acho que tive muito contato com o filhote ele fica solto mas ainda não está voando e só se alimenta quando eu ofereço a comida....
Quando eu o achei estava abandonado e as formigas estavam atacando-o ....
De acordo com meus cálculos ele deve ter quase dois meses ou mais.... Estou preocupada se ele irá aprender a voar ....
Por várias vezes coloquei ele no quintal onde há várias espécies de pássaros inclusive outros bem-te-vi e me parece que ele tentam ataca-lo estou correta ou estão interagindo normalmente??? Observei tbm que as penas das asas dele estão se quebrando sozinhas .... Estou alimentando com papa para filhotes e algumas frutas.... Alguma sugestão??

Tietta Pivatto disse...

Olá Ester

Caso você more em São Paulo sugiro levá-lo a um CETAS, como os do Viveiro Manequinho Lopes (Parque Ibirapuera) e Parque Ecológico Tietê. Senão, algum zoológico por exemplo.

Talvez ele esteja com deficiência de proteína, precisa verificar se essa papa que você está dando tem na fórmula, senão pode enriquecer com clara de ovo. Sobre o voo, você pode fazer exercícios com ele, como pousar ele na sua mão e fazer movimentos pra cima e para baixo não muito fortes mas o suficiente para que ele tenha que se equilibrar batendo as asas.

Também é bom estimulá-lo a pegar sozinho os alimentos, especialmente as frutas, já que para ele é cômodo ser alimentado, rs...

Abraços,

Tietta Pivatto

Ana Luisa disse...

Boa noite. Achei 4 filhotes de passarinhos agarrados no tronco de uma árvore, bem perto do chão, não havia ninho. Deixei por algumas horas e a noite coloquei-os em uma caixa e deixei dormirem dentro de casa, pela manhã voltei com eles dentro da caixa para próximo à onde estavam agarrados e passou o dia todo e a mãe não veio. Não sei nem qual é a especie, me disseram que poderia ser passaro preto ou azulão. Ainda estão com os olhinhos fechados. Estou deixando bem quentinhos em uma caixinha de madeira com jornal e alimentando com papinha na seringa. Não descobri aqui em Belo Horizonte onde eu posso levá-los.

Tietta Pivatto disse...

Olá Ana Luisa

Segundo informações de um amigo, em BH existe o CETAS do IBAMA, que recebe animais provenientes do tráfico e também em situações como a sua. O contato é com Daniel Vilela, da ECOAVIS:

Avenida do Contorno, nº 8.121 / 30110-051 Belo Horizonte – MG | Tel: (31) 3555-6100

Há também uma clínica veterinária referência em atendimentos a animais indefesos, abandonados, incapazes, que fica na região da Pampulha, chamada Animal Center. Além de terem parceria com o IBAMA e a Polícia Militar de Meio Ambiente, recebendo diversos animais, eles tem essa política de ajudar.

Av. Portugal, 3871 - Itapoã, Belo Horizonte - MG, 31710-400 | Tel: (31) 3441-0511

Página no face: https://www.facebook.com/pages/Cl%C3%ADnica-Veterin%C3%A1ria-Animal-Center/141688035909740

Abraços,

Tietta Pivatto

Unknown disse...

Boa noite, Hj encontrei um filhote de pardal caido, sem penas, e que nem abriu os olhos ainda, procurei ninho e não vi nada por perto. O trouxe para casa e estou alimentando com papinha conforme eu li em muitos sites. Ele é muito esperto e comilão, só que toda vez que eu o alimento percebo que uma bola forma ao lado direito do pescoço. Essa bola é o papo, só eu nunca vi ficar nesse lugar. É normal? Ou esse pardalzinho está com problemas?Quando ele defeca ele se contorce todo, também achei estranho isso.

Tietta Pivatto disse...

Olá

Sim, nem sempre o papo é perfeitamente centralizado. Fique tranquilo(a). Quanto às contorções, verifique se a papinha não está muito ressecada, talvez colocar mais água na mistura facilite a evacuação.

Abraços,

Tietta Pivatto

Elida Thaís disse...

Olá, nos últimos 2 meses convivi com aves da espécie cantora, pelo menos foi esse nome que encontrei na internet. O machinho veio fez o ninho em cima do meu armário na sacada, depois de vários dias chamando apareceu uma fêmea. E logo no ninho tinha filhotinhos... Pude perceber que um dos filhotes mais esperto empurrou o irmãozinho pra fora e ele caiu no chão, tentei por de volta ele tornou a cair, no dia seguinte ele sumiu, restando só 2 filhotes... Foi quando percebi que tinha milhões de piolhos, e já estava infestado na sacada onde eu tocava meu braço enchia, inclusive já estavam na parede da sala, pra meu desespero, mesmo sabendo que esses piolhos só mordem não trazem risco nenhum à saúde, entrei em pânico e resolvi tirá-los de lá... Primeiro os coloquei dentro de uma caixa, e fiz uma solução caseira que vi na internet pra matar os piolhonhos nos filhotes, depois desci com eles e coloquei numa árvore para que as pais vissem que eles estavam lá embaixo, depois de uma meia hora eles foram visto e alimentados, li que as aves não desistem tão fácil de seus filhotes e me senti aliviado pois não queria que morressem... Depois os troquei de lugar de novo na frente da árvore tinha um Apt no térreo que não mora ninguém, coloquei a caixa em cima de uma banqueta pois minha preocupação era com o frio e se chovesse ficando onde estavam... Novamente depois de uns 30min foram achados pelos pais graças aos piados de fome dos filhotes. Minha pergunta é: esses filhotes já estão com pelagens e grandinhos. Quanto tempo levará para tornarem-se independentes??? Pra saírem voando?? Os pais ainda retornam toda noite pra dormirem onde estava o ninho, mesmo depois de eu ter lavado e desinfetado tudo, estou deixando pois precisam de um lugar para ficar, mas corro o risco de fazerem ninho novamente no mesmo lugar???

Anônimo disse...

Preciso muito de ajuda! Encontrei um filhote de pombos há uma semana, era provável que ele já tivesse uns 10 dias. As asas estavam bem formadas mas a cabeça ainda pela da com penugem amarela....estamos com ele há uma semana, já cresceu muito e está batendo muito as asas...as penugens já estão sumindo! No entanto, estou desesperada, ele não come mesmo sozinho, já tentei se tudo....estou tento um sacrifício enorme, pois já não come mais papinha mole, estou dando frutas, pão e as vezes papa...mas pra tudo ainda tenho que abrir o bico...como fazer com que ele coma sozinho???? Alguma dica???... Estou deixando ele solto no meu escritório, ele passa o dia em frente a espelho que tenho....bate as asas, mas ainda não voa!...como faço para adapta lo a natureza, onde moro tem um bosque!

Prazer do Pão disse...

Um filhote de sabiá laranjeira caiu do ninho e estou cuidando dele com papinha em uma gaiola.
a mãe está por perto mas não deixo ela chegar porque dizem que ela irá dar veneno porque não está mais criando.
É verdade que a mãe mata?

Tietta Pivatto disse...

Olá Elida. É difícil saber quanto tempo ainda levam para voar, pois depende de cada espécie e do desenvolvimento deles, mas se as penas das asas e da cauda já estiverem crescidas, em breve sairão do ninho. Quanto a voltarem ao mesmo local para fazer novo ninho, pode ser que voltem sim, novamente depende de cada espécie. Minha sugestão é colocar algum volume em cima do armário que elimine o espaço onde eles construíram o ninho.

Abraços, Tietta Pivatto

Tietta Pivatto disse...

Sobre os pombos, não alimente mais com pão, pois este não é bom para as aves. Pombos se alimentam de grãos, sementes, castanhas na natureza, então seria bom que na papa que está dando acrescentasse castanha-do-pará, caju, etc para que ele possa receber as proteínas necessárias para seu crescimento. Para que aprenda a comer sozinho precisa deixar os grãos, que podem ser quirela e outras sementes pequenas perto dele. Dê algumas diretamente no bico dele e mostre as demais, instintivamente ele começará a buscá-lo. O bater de asas é um treino, um exercício de fortalecimento da musculatura para que possa voar em breve.

Abraços,

Tietta Pivatto

Tietta Pivatto disse...

Prazer do Pão:

Por favor ignore essa informação infundada e absurda que te passaram, a mãe está próxima porque quer e precisa alimentar o filhote. Jamais traria veneno pra ele, ao contrário, seu instinto materno a faz cuidar dele mesmo fora do ninho.

Deixe-o em uma caixa de papelão e ao alcance dela para que possa alimentá-lo com os alimentos adequados, ela sabe o que fazer! É uma grande sorte pra ele que, mesmo caindo do ninho, ela continue lá alimentando-o.

Coloque na caixa e fique acompanhando de longe se ela o encontra, a partir daí ela vai cuidar e você não precisa mais se preocupar com isso.

Mas se ela não voltar mais aí sim você pode continuar a dar papinha e seguir as orientações deste blog e também os outros comentários.

E claro, informe à quem te falou isso que não passa de superstição...

Abraços,

Tietta Pivatto

marta regina disse...

Olá, estou cuidando de um sabiá laranjeira há 10 dias, ele caiu na avenida à noite, não dava p colocar de volta, a árvore é muito alta e o tronco largo e fica num canteiro com ruas de todo lado. Ele já estava com as penas, mais com rabinho curto. Estou dando papinha p filhotes de calopsitas (Reino das aves, gold p filhotes), que comprei na loja. Ele já está bebendo água sozinho e comendo frutas também (pera e banana). Quero soltá-lo, mas preciso saber com quantos dias e se ele se vira sozinho na natureza.

Tietta Pivatto disse...

Prezada Marta

Ele ainda demora alguns dias até completar o crescimento das penas e fortalecer as asas para o voo, também precisa aprender a comer sozinho. O ideal seria oferecer a ele frutas e outros alimentos que ele possa encontrar nos arredores, ou então numa praça ou parque onde pretenda soltá-lo.

Abraços,

Tietta Pivatto

Camila Bottero Corrêa disse...

Oii,
Estou com um filhote de quero quero ele caiu do ninho e a mãe abandonou. Ele não está comendo sozinho. Não sei o que dar para comer e nem sei como. Já liguei para a patrulha ambiental e ninguém esta disponivel para colocá-lo no ninho. O lugar onde o ninho esta é muito alto e não tem como colocar ele de volta. Moro em rio grande/ RS não tem lugar que cuide de aves pra deixar ele. O que faço? Como posso tentar alimentá-lo?

Tietta Pivatto disse...

Olá Camila

Você tem certeza que se trata de um filhote de quero-quero? Pois esta espécie só faz ninho no chão, ou melhor, apenas coloca os ovos no chão sem qualquer proteção, sendo chocado aí pelos pais que os alimentam com insetos.

Caso você tenha certeza que ele caiu do alto de uma árvore certamente não é um quero-quero, daí precisamos saber qual é para melhor te orientar. Mas o que sugiro, independente de qual espécie seja, é dar pra ele papinha, dessas que vendem em loja de produtos para animais, ou então preparar uma com clara de ovo, aveia ou farinha láctea e água.

Abraços,

Tietta Pivatto

Marlene Miranda disse...

Há 3 dias estou cuidando de dois filhotes de sanhaço numa caixinha com jornal, dou papinha varias vezes ao dia, um está quase voando o outro não, cairam do ninho e apareceram na minha garagem. A mãe não veio cuidar porque a minha casa é térrea e fica numa avenida muito movimentada. Na primeira vez tentei colocar na arvore, mas o ninho está localizado num lugar sem acesso (num galho muito alto da arvore)embaixo tem a a avenida. Gostaria de saber se alem da papinha devo colocar agua e a partir de quantos dias devo tentar deixar frutas para ver se eles comem sozinhos? Minha intenção é solta-los de volta. Tenho dois cachorros e não há intenção de ficar com eles, apenas de salva-los. Obrigada.

Tietta Pivatto disse...

Olá Marlene

Você pode colocar água na papinha que já é suficiente por enquanto. Mas se notar que as fezes não estão molhadas ou se não estão defecando pode aumentar um pouco. Com relação à frutas, você pode já dar pedacinhos pequenos no bico para que experimentem, nesse momento só vão comer o que você estimular. Aos poucos, ao invés de colocar no bico, deixe na sua mão perto deles, em algum momento vão começar a pegar, e depois diretamente da caixa. O ideal é usar algumas das frutas que tem no lugar em que pretende soltá-los, assim aprenderão o que é comida.

Abraços,

Tietta Pivatto

Marlene Miranda disse...

Oi, hoje acabei de levar ao CRAS do Parque Ecologico Tietê os sanhaços que cairam do ninho, onde terão um acompanhamento de pessoas especializadas para que sejam soltos depois. Agradeço os comentarios, principalmente o feito para Ester, que me ajudou muito.

ncar disse...

Oi
Ha 1 semana salvei 2 filhotes de sabia (nao tenho certeza) de serem devorados por 1 gato. Botei em 1 caixa e comecei a dar papinha. Um deles, que o gato conseguiu pegar morreu 2 dias depois, mas o outro sobreviveu, esta super esperto e emplumadinho. Tive que transferi-lo para 1 gaiola e todo dia coloco perto da arvore onde tava o ninho pra ver se a mae volta, mas nada. agora ele ja bate as assinhas e nao para quieto na gaiola (soe e desce direto nos puleiros). Ainda devo alimenta-lo com a papinha ou coloco algum tipo de comida na gaiola para ele se alimentar sozinho? Que tipo de comida? E quando ele estara pronto para voar sozinho e ser solto na natureza e encontrar os seus?

Tietta Pivatto disse...

Olá

Seria bom se pudesse soltá-lo em algum lugar fechado, como um quarto, para que ele pudesse treinar mais o voo com mais espaço, nem que seja por algumas horas por dia. Sobre a alimentação, comece a oferecer pedaços pequenos de fruta, de preferência das que ele possa encontrar por aí ou no local onde pretende soltá-lo. Aos poucos ele vai aprender a comer sozinho.

Abraços,

Tietta Pivatto

Anônimo disse...

Oi tudo bem queria tirar uma duvida tres dias atrás achei um filhote de bentivi eu cuidei dele durante três dias tava bem saudável piava o dia todo eu alimentava ele com minhoca e pedacinhos de manga e gotejava agua no seu bico mais onte eu coloquei ele p durmi como sempre ele amanheceu morto to tao triste n sei o q aconteceu foi culpa minha deixei de faser algo será por favor me responda no meu email se puder limaroberto42@gmail.com.
muito obrigado meu nome e roberto a detalle n foi a primeira ves isso

Tietta Pivatto disse...

Olá Roberto

Não é sempre que os filhotes caídos conseguem sobreviver, às vezes a fuga do ninho é um comportamento alterado por alguma anomalia, como por exemplo vermes ou distúrbio neurológico. Em outras os próprios pais, ao perceberem que o filhote não é viável, acaba tirando-o do ninho para priorizar os que tem mais chances.

Sobre a alimentação não acho que estava errado, mas verifique se o local que o deixou dormindo tinha aquecimento adequado.

Abraços,

Tietta Pivatto

Tietta Pivatto disse...

Compartilho aqui uma consulta de Andrea Reis onde o veterinário Jefferson Leite prestou orientação:

Andrea: Olá, Tietta, tudo bem? Talvez você possa me orientar e me ajudar...há algumas semanas um casal de Sanhaçus fez um ninho em uma samambaia na minha varanda. Moro no nono andar de um prédio, em uma região arborizada da zona norte. Os três filhotinhos nasceram há 18 dias atrás,tudo estava indo bem, mas na segunda feira eles se assustaram e caíram do ninho. Dois deles acabaram despencando do nono andar, batendo as asinhas pela primeira vez, não sabiam voar mas quero crer que estejam bem, vi que os pais foram ao encontro deles sobrevoando e piando próximo de onde devem ter caído e consegui ver um deles três dias atrás, em um arbusto. A filhotinha que ficou comigo estava muito assustada. Coloquei ela de volta no ninho, ela ficou piando por várias horas, faminta mas a mãe não veio alimentá-la e já estava escurecendo,..ela pulou de vaso em vaso e foi parar no parapeito da varanda, mas graças a Deus caiu para o lado de dentro e pude pegá-la. Os pais chegaram a voar por perto mas acho que estavam mais preocupados com os dois que caíram. Comprei uma papinha própria para filhotes e estou cuidando dela. Na quarta coloquei ela em uma gaiola na varanda, a mãe e o pai tem aparecido algumas vezes mas não a alimentam, e não chegam muito perto. Como ela ainda não sabia voar (como mencionei ela hoje está com 18 dias de vida) estou deixando ela solta no meu quarto para ela praticar o vôo, e nestes dias já melhorou bastante. Desejo soltá-la na natureza dentro de alguns dias mas ela ainda não sabe comer sozinha (postei um vídeo dela comendo, dois dias atrás, se puder ver...) anteontem ela até chegou a comer um pedaço de banana, bicando, mas hoje não aceitou, só comeu a fruta quando eu a amassei. É nisso que preciso de orientação, como posso ajudá-la a comer sozinha na natureza, o que devo fazer? Eu deixo a gaiola fechada pois temo que ela caia desta altura de nove andares e os pais não estejam por perto para cuidar dela, mas hoje eles já vieram aqui algumas vezes...Devo deixar a gaiola aberta mesmo com o risco dela ainda não saber voar direito e não se alimentar sozinha? Há dias atrás ela era uma selvagenzinha brava, fugia de mim e me bicava, agora está muito dócil e carinhosa e sei que isso não é bom pois ela terá que se defender dos predadores. Desculpe contar toda a história...Você pode me auxiliar, por gentileza? muito obrigada!! Grande abraço!

Tietta Pivatto disse...

Jefferson: Olá Tietta e Andrea! Esse é um caso bastante comum nesta época do ano!! Neste caso, existem duas alternativas: entregá-lo para um CRAS e aí temos o DEPAVE no Ibirapuera e o CRAS PET do Parque Ecológico do Tietê ou tentar alimentá-lo até que possa se vira sozinho... a última alternativa é um pouco mais complicada e é importante salientar que a posse de animal silvestre pode configurar crime. Vc está fazendo o correto quanto a alimentação, Andrea! Na natureza ele consome frutos, brotos de plantas, algumas flores e insetos, mas assim, em casa, a papinha e as frutas vão ajudá-lo a se manter. Observe se os pais não estão mesmo alimentado-o, pois as vezes a presença de pessoas pode intimida-los e vc pode não notar o processo. Existe no mercado, caso decida mantê-lo, rações preparadas com frutas e insetos, que podem ser servidas para esses casos, pois outra forma de alimento, mais próximo do natural, é meio complicado. O ideal é que ele fique em um local amplo para que não danifique as penas das asas, o que pode acontecer em gaiolas pequenas... Daqui uns dias ela vai embora naturalmente, ele irá se aventurando cada vez mais até não voltar. Normalmente, se estão já voando, conseguem se virar bem. Espero ter ajudado! Qq coisa, entre em contato!!

Tietta: Uma dúvida que eu tenho quando me consultam no blog é se, alimentando com essas papinhas, ele consegue depois identificar alimento natural nas árvores.

Jefferson: Sim! O instinto fala mais alto!! No CRAS, também utilizam, mas lá, depois de um tempo tem mais alternativas e outras aves que servem de modelo...

Andrea: Poxa, muito obrigada a vocês por toda essa orientação. Hoje ela completa 20 dias de vida! Ela fica na gaiola só na parte da manhã, os pais vêm visita-la, mas não alimenta não. À tarde e noite ela fica dentro do meu quarto, agora já dá pequenos voos, da pra cama vai pra cômoda, da cômoda pro lustre e dali para o varão da cortina onde costuma dormir. Quero liberta-la esta semana, pois ela está cada vez mais carinhosa e não quero que ela perca seu lado selvagem. Muitos me falaram que ela não saberia se alimentar na natureza e isso estava me preocupando muito, fiquei bem mais aliviada agora, Jefferson, obrigada!! Uma única dúvida: como os pais estão por perto no momento de soltá-la devo fazer no fundo do prédio, onde é bem arborizado, ou deixo ela sair voando e quem sabe, seus pais podem ir atrás dela!?

Tietta: Acho que deve solta-la com os pais por perto pois assim ela os seguira e eles podem continuar cuidando dela. Procede, Jefferson?

Jefferson: A recomendação não muda! Procede sim Tietta!!

ncar disse...

Ok obrigada pela dica, mas olha so, anteontem em seu passeio pelo jardim, meu filhote de sabia bateu asas e voou, foi parar em uma arvore alta em outro terreno e la ficou. Fiquei preocupada pois ja anoitecia, fiquei chamando por ele ate escurecer e nada. Achei que como tomou a iniciativa ficaria bem, mas no dia seguinte ao acordar, fui procura-lo e achei em outra arvore piando muito, parecia morto de fome. Decidi alimenta-lo com sua papinha e traze-lo de volta, pois entendi que ainda não estava preparado para procurar seu próprio alimento. Mudei a raçao para outra de sementinhas, joguei pela gaiola e nada dele comer sozinho. O que devo fazer?

Tietta Pivatto disse...

Olá "ncar"

Ele ainda não sabe comer sozinho, e mesmo que já esteja se atrevendo a voos longos, ainda precisa de uns dias sendo alimentado, mas o que você pode fazer é estimulá-lo a pegar de sua mão, colher, etc ao invés de sempre colocar no bico. Depois que ele fizer isso, você passa a deixar a comida perto, estimule-o a pegar sozinho algumas vezes antes de oferecer na mão. Em algum momento ele vai aprender até ficar independente.Leia as duas mensagens acima, vai te ajudar.

Abraços,

Tietta Pivatto

kelly keithy disse...

Olá gostei muito dessa matéria. Tem 4dias que estou cuidando de um filhote de pardal ele ainda não está empenhado. Aki tem muitos ninhos e vejo muitos filhotes pelados longe do ninho e fico por entender como eles foram parar lá? Estou dando papinha de fubá e ele come toda hora rsrsrs. Deixo ele Exposto para os outros pardais mas eles não se emportam.pelo jeito vai ter que ser eu mesma...

Tietta Pivatto disse...

Olá Kelly

Sim, muitas vezes os pais não voltam para cuidar dos filhotes e temos que ajudá-los.

Você pode seguir os procedimentos colocados no texto e nos comentários ou pode levá-lo a um CETAS.

Abraços,

Tietta Pivatto

Mari disse...

Olá, faz um mês que encontramos um filhote de Urutau caído. Estamos tratando com lascas de carne e quando conseguimos capturar insetos, também damos pra ele. Ele está com msis ou menos uns 20cm de comprimento ( sem contar a cauda). As vezes ele bate as asas, mas não faz menção de voar e também não belisca a carne. Apenas abre a boca. Saberia estimar quanto tempo levará pra ele voar? Qual a quantidade exata de comida que devemos servir. Quero ressaltar que aqui na região tem muitas corujas buraqueias e até tratamos de algumas que devido a ignorância do homem, tentaram mata las. Mas é a primeira vez que socorremos um Urutau e ficamos com dúvidas quanto a alimentação. No momento colocamos ele numa gaiola com galhos dentro pra ficar o pé bem apoiado. Qdo não chove deixamos a gaiola pendurada em árvores. Aguardo retorno. Obrigada.

Tietta Pivatto disse...

Olá Mari

Primeiro preciso saber se é realmente um urutau ou um bacurau, que tem hábito mais terrestre. Urutaus não descem ao solo, por isso gostaria que pudesse mostrar uma fotografia dele, pode encaminhar para meu email tietta.pivatto@gmail.com.

Essas aves não são carnívoras, e sim insetívoras. Veja as informações do Jefferson Leite, veterinário especialista em aves silvestres:

"Eles são difíceis de alimentar, tanto o urutau, quanto o bacurau, pois a dieta é estritamente insetívora. A melhor coisa a se fazer, realmente é entregar para um CRAS ou CETAS. A entrega pode ser via Polícia Ambiental, podemos indicar algum lugar mais próximo se ela indicar onde reside. Por hora, procure manter a ave aquecida e se possível, administrar soro caseiro em pequenas quantidades. A alimentação deve ser baseada em insetos, especialmente mariposas e cigarras, o que é uma grande dificuldade. O aquecimento deve ser externo, uma lâmpada incandescente, por exemplo."

Sobre voo e tempo de cuidado, com uma boa alimentação logo os treinos de assa dele serão mais intensos e em algum momento ele vai embora.

Abraços,

Tietta Pivatto

Liliana Almeida disse...

Bom dia Tietta!!
Encontrei um filhote de Bem te vi e até então estou cuidando dele há 20 dias. (não encontrei o ninho).Agora Jimmy já é capaz de voar...Porém, muito me preocupa o fato de não saber se alimentar sozinho.
O que eu faço? ? Coloco em uma gaiola até que ele consiga se alimentar sozinho, ou o solto mesmo assim? ?
Eu o alimento com uma papinha especial (Alcon) , ovos e frutas.
Estou aflita!!

Obrigada
Ps. Ele fica solto dentro de casa!

Tietta Pivatto disse...

Olá Liliana

É importante saber se você está estimulando ele a pegar o alimento sozinho ou se continua oferecendo. Ele precisa aprender a pegar o alimento, ou seja, não ponha no bico dele, deixe na sua mão até ele pegar, e depois que ele estiver sempre fazendo isso, comece a deixar o alimento na mesa ou outro local para que ele o reconheça e pegue. Pode demorar um pouco, mas com isso ele vai aprendendo a se virar. Quando ele estiver pegando comida sozinho já pode começar a deixar a porta ou janela aberta, em algum momento ele vai se aventurar e ir pra rua.

Abraços,

Tietta Pivatto

Liliana Almeida disse...

Bom dia Tietta,
Muito obrigada! Estou estimulando ele a pegar o alimento sozinho...realmente não é fácil! Infelizmente, tive que colocá-lo em uma gaiola, já que agora ele começou a voar. Gostaria de soltá-lo ,mas tenho medo que ele morra de fome.Vou continuar tentando!
Deus abençoe o seu trabalho. Também amo os animais e me preocupo com a preservação das espécies.
Abraços
Lili

Tietta Pivatto disse...

Oi Liliana

Obrigada!

É importante que ele tenha mais tempo possível fora da gaiola para aprender a voar e fortalecer as asas, senão podem atrofiar e ele não conseguir se virar. O que você pode fazer quando ele estiver comendo sozinho é soltá-lo em algum parque ou praça arborizada e ficar algum tempo observando pra ver se ele se vira bem.

Abraços,

Tietta Pivatto

Liliana Almeida disse...

Bom dia Tietta,
Tentei deixá-lo fora da gaiola e
ele voou para um terreno ao lado da minha casa .Passou várias horas me chamando e não se alimentou.Fui buscá-lo.Estava faminto.Estou muito preocupada.Será que vou ter que ficar com ele? ?Só se alimenta se eu me aproximar. Associou a minha presença ao alimento.
Obrigada
Abraços Lili

Tietta Pivatto disse...

Olá Liliana

Ele só pode ser solto depois que estiver se alimentando sozinho. É importante insistir para que ele pegue os alimentos sem que você os ofereça, leva alguns dias mesmo, pois é mais fácil pra ele ser alimentado do que gastar energia procurando.

Caso não se sinta confortável em mantê-lo mais um tempo por aí, tente entregá-lo para algum CETAS ou Zoológico de sua região, talvez a Policia Ambiental possa indicar onde tem algum ais próximo de sua casa.

Mas não se preocupe, demora mesmo uns dias pra eles se tornarem independentes.

:-)

Abraços,

Tietta Pivatto

Flavia Barros disse...

Boa tarde Tietta há uma semana encontrei um beija flor preto na minha varanda. ..Acho que ainda eh filhote. .Eh bem pequeno e tem umas penugens embaixo do corpo. Ele não voa. Estou dando água com açúcar de hora em hora. O que mais posso fazer?
Obrigada

Liliana Almeida disse...

Bom dia Tietta,
Hoje foi o primeiro dia que o meu Jimmy conseguiu se alimentar sozinho.Fiquei escondida observando, e ele foi até a vasilhinha e pegou algum alimento.Foi pouco, mas já foi um progresso.
Será que há a possibilidade de ele ser solto e voltar para se alimentar? ? Eu ia amar!!
Obrigada
Abraços

Tietta Pivatto disse...

Ola Flavia

Beija-flores se alimentam de insetos também, é importante você dar a ele uma solução com proteína, pode conseguir numa dessas casas que vendem produtos para aves, ou fazer uma vitamina com clara de ovo, por exemplo. O ideal seria levá-lo a um CETAS ou Zoológico para que especialistas cuidem, pois dietas a base de insetos são mais complicadas.

Abraços,

Tietta Pivatto

Tietta Pivatto disse...

Que legal Liliana!

Aguarde mais alguns dias para que ele busque o alimento sem precisar de você, assim ele vai aprender o que é comida, e assim mesmo que o solte no quintal ele vai saber onde está o alimento. Deixe num local de fácil localização pra ele e o ensine a pegar de lá, até ficar independente.

Está fazendo um ótimo trabalho :-)

Abraços,

Tietta Pivatto

Anônimo disse...

Olá!

Nesta segunda-feira, dia 25.01.2016, devido a uma forte ventania e chuva dois filhotinhos de bem te vi, ainda sem as penas, bem pequeninos ainda, caíram do ninho, um já estava morto, e o outro que consegui pegar estava fraquinho e molhado, coloquei ele em meio um pano para ficar quentinho e seco. Não foi possível colocar de volta ao ninho pois é muito alto, mas estou colocando ele sempre que possível ali bem próximo e à vista, para ver se os pais chegam perto ou lhe dão algum alimento, mas nenhum sequer chega perto. Então estou cuidando dele lhe dando minhocas e gotinhas de água no bico, pois ele ainda não se alimenta nem toma água sozinho. Mas não sei se estou fazendo certo.

Minhas dúvidas são:

-Está certo lhe dar minhocas? Se sim, quantas (qual quantidade) e de quanto em quanto tempo?
-E a água está certo dar pra ele como estou dando, e se sim também gostaria de saber quantas gotas e quantas vezes por dia ou de quanto em quanto tempo?
-Estava pensando em dar também alguma fruta, como banana, pode ser? E em que quantidade também, quantas vezes ao dia?
-Se isso estiver certo. Só água, uma fruta, e minhocas é o suficiente ou é necessário essa papinha que li nos comentários anteriores? Se sim, com qual nome e em qual lugar encontro-a para comprar?
E claro qualquer dica, ou alguma coisa que possa acrescentar é muito bem vindo.

Como deu pra observar tenho muitas dúvidas sobre a quantidade e frequência alimenta-lo, pois nunca alimentei um pássaro filhote, tenho medo de lhe dar demais ou de menos.

Desde já agradeço muitíssimo a atenção, e peço desculpas pelas muitas perguntas, mas realmente quero saber se estou fazendo isso certo e ajudar esse bichinho.

Obrigada
Att
Katiane Silveira

Tietta Pivatto disse...

Olá Katiane

Sugiro você procurar algum CETAS ou Zoológico em sua região e entregar o filhote, pois lá especialistas poderão cuidar melhor dele. Caso não seja possível, é importante deixá-lo próximo a uma fonte de calor como uma lâmpada acesa, pois ele ainda não é capaz de se aquecer sozinho. Não deixe muito perto para não desidratá-lo, apenas o suficiente para se manter aquecido.

Dê uma lida nos outros comentários dessa postagem, tem bastante dica legal lá.

Sobre suas dúvidas:

-Está certo lhe dar minhocas? Se sim, quantas (qual quantidade) e de quanto em quanto tempo?
Se ele está aceitando bem continue, é importante que ele tenha uma fonte de proteínas, que pode ser clara de ovo também. Tem alguns alimentos especiais em casas de animais de criação. Quando o papo estiver murcho é hora de comer de novo :-)

-E a água está certo dar pra ele como estou dando, e se sim também gostaria de saber quantas gotas e quantas vezes por dia ou de quanto em quanto tempo?
Pode continuar a dar como está dando ou então preparar uma papinha pra ele com clara de ovo, água, frutas, etc pra ele tomar junto, ofereça numa seringa, bem aos pouquinhos no bico para não engasgar

-Estava pensando em dar também alguma fruta, como banana, pode ser? E em que quantidade também, quantas vezes ao dia?
Sem problemas, como eu disse, pode ser tudo junto.

-Se isso estiver certo. Só água, uma fruta, e minhocas é o suficiente ou é necessário essa papinha que li nos comentários anteriores? Se sim, com qual nome e em qual lugar encontro-a para comprar?
Você acha em lojas de animais de criação. Veja qual é a mistura mais indicada para filhotes. Veja mais dicas nos comentários.

Abraços,

Tietta Pivatto

Anônimo disse...

Olá!

Muito obrigada Tietta por esclarecer minhas dúvidas! Foi muito importante mesmo! Fico mais aliviada.

Só fiquei na dúvida de algumas coisinhas, como:
Não consigo ainda identificar pelo papo dele, então pode ser de 2 ou de 3 em 3 horas mais ou menos?
A clara de ovo para fazer essa papinha com frutas e água pode ser crua mesmo ou deve ser cozida?
E essa papinha que vendem em lojas de animais de criação, poderia ser a Alcon, que vi em alguns comentários anteriores?

Desculpe pelo incomodo novamente.
Muito brigada mais uma vez!
Abraços,

Katiane

Tietta Pivatto disse...

Olá Katiane

Sim, de três em três horas está ok. A clara não precisa ser cozida. Sim, Alcon é uma boa opção. E não se preocupe, não é incômodo, o importante é cuidar do passarinho :-)

Abraços,

Tietta Pivatto

nátura mayer disse...

Olá! tem nove semanas que cuido de um andorinhão do temporal, porém na minha cidade não consegui um veterinário que entendesse a espécie. Ele come papinha da seringa e não sei como ensina-lo a comer sozinho, ele também não voa ainda. Fiquei preocupada, pois pelo facebook encontrei uma menina na mesma situação que eu e ela foi aconselhada a dar tenébrios, o passarinho já voava, mas não se alimentava sozinho e acabou morrendo após quatro dias da nova alimentação. Estou preocupada que ele não venha a alimentar-se sozinho. Quando ofereço algum inseto ele rejeita e também acabou vomitando duas lacas de maça. Não encontro na internet informações que não sejam básicas. Vocês conseguem me orientar? obrigada!

Tietta Pivatto disse...

Olá Nátura Mayer

Minha recomendação é que você encaminhe esta ave para um CETAS ou Zoológico na região, pois aves insetívoras são muito difíceis de cuidar sem acompanhamento apropriado. Acredito que a polícia ambiental ou o IBAMA poderá fazer o encaminhamento caso você não possa levar a ave até um destes locais.

Abraços,

Tietta Pivatto

Liliana Almeida disse...

Boa tarde Tietta, Tudo bem?
Estou bastante preocupada com o Jimmy (Bem- te-vi) já que está há vários dias na gaiola. Esta semana comecei a soltá-lo dentro de casa. Porém, ele voou muito pouco e deu algumas trombadas...Ele tem ficado solto em cima da gaiola e um pouco no chão, onde procura por alimentos. E quanto à água? tenho dúvidas... Ele está com ,aproximadamente, 44 dias.
estou fazendo o possível para prepará-lo para voar...está difícil.
Obrigada Abraços
Lili


Tietta Pivatto disse...

Olá Lili

É importante que ele esteja comendo bastante proteína para fortalecer a musculatura. Além de deixá-lo solto, é legal você ajudá-lo a se exercitar. Por exemplo, pouse-o em sua mão ou braço e faça movimentos um pouco rápidos para cima e para baixo, não tão fortes mas o suficiente para que ele precise abrir e fechar as asas para se equilibrar. Também começar a soltá-lo de pouca altura, tipo um metro do solo, para que ele tenha que bater as asas. O ideal é que o substrato seja macio, como grama ou mesmo sobre a cama, etc. Faça esses exercícios pelo menos umas três vezes por dia, repetindo algumas vezes em cada momento.

Se você perceber que não está funcionando então sugiro que entre em contato com o Jefferson Leite, veterinário que deixou as orientações pra gente.

Abraços,

Tietta Pivatto

Anônimo disse...

Olá hoje caiu u ovo de passarinho no meu quintal,ele ainda estava quentinho quando o peguei,enrolei-o num pano para auquecelo mas parece que Não esta adiantando,oquê devo fazer tietta
Obrigada pela Atenção abraços

Anônimo disse...

Olá hoje caiu um ovo de passarinho inteiro no meu quintal,ele aida estava quente,e Não achei nenhum ninho perto.Oquê devo fazer?

Tietta Pivatto disse...

Olá

Infelizmente não há muito o que fazer no caso do ovo, apenas colocá-lo de volta no ninho. Eventualmente pode tentar colocá-lo no ninho de outra ave com o mesmo tamanho, pois é muito difícil controlar a temperatura adequada de choco.

Abraços,

Tietta Pivatto

Liliana Almeida disse...

Boa noite Tietta!
Tenho ótimas notícias! Finalmente o Jimmy voou. Foi muito emocionante!
O que me deixou mais feliz é que ele está voltando todos os dias e agora traz os amigos!!
Estou colocando comida no telhado e ele come e ainda avisa que chegou!!♥♥
Muito obrigada pelas preciosas dicas!!
"A essência dos pássaros é o voo!"
Abraços
Lili

Tietta Pivatto disse...

Que legal, Lili!!!!

Imagino a alegria que está sentindo ao vê-lo independente finalmente. É questão de paciência e dedicação.

Agora é acompanhá-lo de longe e curtir as visitas. :-)

Beijos

Tietta

Liliana Almeida disse...

Obrigada querida!!
Bj Vou postar as fotos da história do pequeno .

RU disse...

Olá boa noite. Ontem a noite minha gata trouxe para dentro de casa um filhote recém nascido, acho que é pombo ou rolinha. O bichinho, minúsculo, estava praticamente morto, gelado, molhado, mas não estava ferido. Creio que a minha gata o recolheu caído de algum ninho, pois se ela o tivesse atacado com certeza já tinha morrido. Como não temos como saber a localização do ninho, começamos a cuidar. Enxugamos, aquecemos com as mãos e depois colocamos o filhote em uma caixinha de isopor bem forradinha,com uma lâmpada e uma pet com água quente proxima a caixinha. O filhote está vivo, hoje ele começou a se movimentar bastante, tenta ficar em pé, levanta a cabeça, mas é muito novinho, fica a maoir parte do tempo deitado? Deve estar no seu segundo dia de vida. Só que ele não come nada. Tentamos de tudo o dia inteiro, mas ele não abre o bico para se alimentar. Também não conseguimos abrir o bico dele, pois é muito pequeninho. Por favor me ajudem, com o que posso alimenta-lo? De que forma? Quanto tempo sobrevive sem comer? Posso dar líquidos? Por favor, me ajude! Obrigada!

Tietta Pivatto disse...

Olá Ru

Tão pequeno assim é difícil conseguir, mas vamos tentar! Tente alimentá-lo introduzindo alimento líquido no bico com uma seringa bem fininha, insira um pouquinho para ele não engasgar. Pode fazer um preparo com ovo batido, frutas, água, eventualmente alguma dessas rações vendidas em lojas de produtos veterinários. Dê até o papo ficar cheinho e repita mais tarde, quando esvaziar.

Se ele vingar, quando começar a emplumar veja se consegue identificar que tipo de ave é para adequar a alimentação.

Leia os comentários deste post, tem muita dica legal dada pelos colegas veterinários.

Abraços,

Tietta Pivatto

ncar disse...

Boa noite
Volto aqui para dar noticias do meu filhote. Ele ja ta com mais de 3 meses ja come sozinho, mas não dispensa a que coloco no seu bico tb. Dorme dentro de casa pois se recusa ficar do lado de fora a noite (coloquei uma corda para servir de puleiro no teto). As 6 da manhã abro a porta e ele sai feliz da vida pra floresta (só volta de vez em quando para comer nas casinhas que coloquei na varanda para ele). As vezes some por uns dois dias (o que me deixa preocupada por causa dos gatos que rondam a casa), mas sempre volta com cara de arrependido (acho que vai pra longe com os amiguinhos e depois não sabe voltar) e fica sem sair por um bom tempo rsrs. Enfim, me adotou definitivamente como mãe. Agora estou na dúvida se eh realmente um sabiá laranjeira..vc saberia identificar por foto? como faço para te mandar? e se eh macho ou femea, da p saber?
Obrigada pelas dicas
Um abraço

Tietta Pivatto disse...

Olá ncar

Acho que está na hora de você parar de alimentá-lo. Não dê mais comida no bico e nem pegue mais ele na mão. Evite contatos, conversas, etc para que ele perca a familiaridade com você. Isso é muito importante para ele se tornar independente.

Não deixe mais comida dentro de casa e aos poucos vá reduzindo a quantidade que coloca no comedouro até parar, para que ele se estimule a procurar na mata.

E não permita mais que ele durma dentro de casa, no máximo na varanda.

Sei que o desapego corta o coração, mas é para o bem dele. Estou feliz que tenha conseguido criá-lo, mas agora é hora dele virar um passarinho de verdade. :-)

Abraços,

ncar disse...

ok..vou tentar, apesar dele ja estar superindependente.
tem como te enviar foto para saber se eh sabiá realmente?
abraço

Anônimo disse...

Oi, bom dia!

Estou cuidando de um filhote de pombo bem pequeno que caiu de algum ninho. Ele aparentemente não parece machucado. Demos água e xerém bem molhada para ele (aproximadamente 9 da manhã), mas depois de algumas horas percebemos que ele estava morrendo, foi então que decidimis abrir o bico dele e demos 1 gota de IBATIM e 1 gota de GLICOPAM PET. Milagosamente, depois de algumas horas percebemos ele piando novamente e esperto. Repeti a medicação depois de 12 horas e continuo dando água e xerém. Será que a medicação foi quem salvou a ele?

Tietta Pivatto disse...

Olá

Não sei responder isso, precisaria consultar um veterinário.

Obrigada,

Tietta Pivatto